Luminárias de cristal

Quais são os tipos de cristais usados nos lustres?

O uso de lustres de cristais pode trazer o glamour que sua casa tanto necessita. Eles são muito variados, indo de clássicos a sofisticados e podem mudar definitivamente a aparência do seu lar.

Na hora de escolher um lustre de cristal, além de se considerar os modelos que melhor se encaixam a sua personalidade, que tal escolher a partir dos tipos de cristais usados nos lustres? Para saber quais as diferenças e quais mais combinam com você, confira mais sobre as diferenças dos tipos de material usados na produção desse objeto.

O que é o cristal?

Antes de conhecer os diferentes tipos de cristais usados nos lustres, você precisa entender do que ele se trata. O cristal é um tipo de material semelhante ao vidro, porém, contém óxido de chumbo e sílica em sua composição.

Essas substâncias dão a ele peso, transparência e principalmente, mais brilho. E a mudança entre eles está no processo de produção, que modifica sua qualidade.

Tipos de cristais usados nos lustres

Sendo assim, há uma grande variedade nos tipos de cristais no mercado. Acompanhe a seguir os principais materiais utilizados na produção dos lustres de cristais, para fazer a melhor escolha quando for comprar uma peça para sua casa:

Cristal Swaroviski

Ele leva mais chumbo entre todos os tipos de cristais utilizados na fabricação de lustres. Cerca de 30% deles é composto por essa substância. Sendo assim, acaba tendo cores e brilho intenso.

Sua lapidação é feita por máquina que tratam também de pedra preciosas, o que garantem uma qualidade maior a cada peça, que ficam próxima a perfeição. Tudo isso torna o cristal swaroviski um dos mais caros do mercado.

Cristal Asfour

Também tem cerca de 30% de chumbo em sua composição, o que lhe traz qualidade. Com a vantagem de ter preços até 10 vezes menores que o swaroviski. Acabam sendo muito mais acessíveis, para que o comprador não tenha que abrir mão da qualidade por isso.

Para que comprovem sua autenticidade, carregam consigo uma marca de uma águia em alto relevo. Por terem um preço vantajoso e uma qualidade alta, acabam sendo os queridinhos no mercado de cristais.

K9 e Exclusiv

Sendo ambos de origem chinesa, embora tenham bastante brilho, acabam tendo uma qualidade menor. Podendo apresentar deformações por terem uma lapidação menos cuidadosa. Entre os cristais usados nos lustres, são os mais acessíveis, tendo um custo muito menor, apesar de não apresentarem a melhor qualidade ótica.

Ainda assim, quem acaba optando pelas peças feitas nesse material não se arrepende, pois os defeitos não chamam tanto atenção e o preço compensa as falhas na estrutura.